RPER N.º 07

"Competitividade e Eficiência na Indústria do Golfe: O Caso do Algarve"

Resumo:

A competitividade é uma questão crucial para a sobrevivência dos campos de golfe como negócio. O Algarve assume-se como um destino de golfe por excelência, posição que se traduz numa competitividade crescente com a Espanha, a África do Norte e a América. Na perspectiva do negócio do golfe, a competitividade procura relações de eficiência, qualidade e rendibilidade.

O presente artigo aborda as questões de eficiência e rendibilidade a partir dos conceitos de avaliação de projectos de investimentos a partir dos cash-flows líquidos gerados numa exploração considerada como padrão. Neste conclui-se que o golfe é uma indústria eficiente e competitiva independentemente da sua associação ao turismo.


Palavras-chave: Negócio, Turismo, Golfe, Rendibilidade, Eficiência.


Voltar