RPER N.º 10

Parcerias Público-Privadas e Eficiência Empresarial Colectiva.

Resumo:

As parcerias público-privadas (PPP) constituem um instrumento adequado para a promoção da eficiência empresarial colectiva. Através das PPP, é possível ultrapassar-se falhas de mercado e assegurar às firmas uma melhor provisão de serviços de natureza estratégica. Para além disso, as PPP podem garantir acções coordenadas entre parceiros e conduzir a redes inovadoras. Nesta contribuição, fazemos uma avaliação sobre este instrumento de política, analisando o padrão dos projectos de parcerias aprovados no Programa Operacional da Economia.

Os resultados obtidos mostram que a descentralização da política gerada pelo uso das parcerias conduziu ao reforço de um quadro institucional mais especializado. O empreendedorismo colectivo induzido pelas parcerias apresenta um enviezamento em favor da provisão de serviços que têm uma natureza pública ou semi-pública. Mas, por outro lado, as PPP tiveram um impacto reduzido na criação de redes específicas bem como em termos de inovação tecnológica. Em particular, o contributo para a mudança estrutural foi reduzido.

Palavras-chave: Parcerias público-privadas, Política de competitividade, Empreendedorismo, Empreendedorismo colectivo.

Classificação JEL: M13, H50, O20, C14



Voltar