RPER N.º 17

Análise Estratégica da Denominação de Origem Protegida Carne Mirandesa.

Resumo:

A identificação de linhas de orientação estratégica para a DOP (Denominação de Origem Protegida) da Carne Mirandesa é o tema central deste artigo. Para o fazer, realizou-se uma análise SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats) na qual o crescimento concentrado, a diferenciação do produto e a qualidade, emergiram como estratégias que, na actualidade, constituem o pilar lucrativo da fileira. A estratégia de desenvolvimento do produto, de que é exemplo o chouriço mirandês, encontra-se numa fase inicial de implementação. Por seu lado, a diversificação concêntrica surge como uma estratégia capaz de valorizar partes da carcaça até agora pouco ou nada aproveitadas. Num cenário optimista, no qual se consiga aproveitar todo o potencial da actividade, as estratégias de penetração e desenvolvimento de mercado poderão vir a revelar-se interessantes. Num cenário mais pessimista, cujos estrangulamentos não possam ser debelados, resta prosseguir uma estratégia de redução de custos e, em última instância, a liquidação da actividade.

Palavras-chave: Produtos DOP, Raça Mirandesa, Análise SWOT, Estratégias.


Códigos JEL: L19, R20, O18



Voltar