RPER N.º 25 | 26

The dynamic of footwear industry in the south and in puglia.

Resumo:

Nas características de cada sistema produtivo local inclui-se uma base cultural de cooperação e conhecimento das empresas e sujeitos do sistema, considerados individualmente e em conjunto, que conduzem a benefícios económicos, e que resultam de economias externas à empresa individual mas internas ao sector. O sucesso dos sistemas produtivos locais pode ser explicado pelo seu nível elevado de especialização, que gera um crescente conhecimento tácito através da experiência de cada actor e das interacções entre eles. Sem qualquer dúvida, a sua competitividade e reprodução surge de uma integração bem sucedida de conhecimento tácito e codificado, que é possível ser transmitido tanto dentro da estrutura produtiva como entre estruturas diferentes. O alto grau de especialização nos sectores tradicionais, o que significa que inovações incrementais prevalecem sobre inovações radicais, foi muita vez identificado como uma das causas da baixa competitividade da economia italiana. No entanto, os sectores tradicionais são o berço de um núcleo de empresas médias – muitas vezes estruturadas em holdings – que atingiram uma posição global dominante em nichos de mercado. Partindo desta ideia, este artigo tem como objectivo testar a lei de Gibrat, usando uma análise da informação contabilística e outra recolhida directamente, e também verificar se o sector do calçado no Sul e em Puglia está a evoluir na sua estrutura produtiva de forma a atingir melhores resultados ao nível da eficiência e competitividade.


Palavras-chave: Conhecimento; Sector do calçado; Sul de Itália; Sistema produtivo Local


Códigos JEL: D8, L2, L5.



Voltar