RPER N.º 27

Espaço, desenvolvimento e acessibilidade entre Portugal e Espanha: a última fronteira

 

Resumo:

O desenvolvimento regional nas regiões de fronteira são actualmente uma das maiores preocupações da União Europeia. Estas regiões são habitualmente menos dinâmicas em termos socio-económicos e tendem a ser áreas periféricas no contexto dos países onde se inserem. Nos últimos trinta anos algumas destas regiões beneficiaram de novas infraestruturas rodoviárias, financiadas sobretudo pelo programa TEN-T. Desde o início da implementação do programa e após observação dos primeiros impactos, verifica-se que alguns dos problemas de desenvolvimento destas regiões tendem a agravar-se. Usando dados socioeconómicos das regiões de fronteira entre Portugal/Espanha, um modelo capaz de medir a relação entre acessibilidade e desenvolvimento nestas regiões está a ser calibrado. Este artigo é um estudo inicial do processo de calibração para alguns municípios portugueses do norte e centro do país no período 1991-2001. Este estudo inicial também estabelece as bases para um estudo mais completo que abranja os dois lados da fronteira, incluindo já alguns dados espanhóis. Será que estas regiões, em ambos os lados da fronteira, têm condições para ultrapassar o seu estatuto de zonas menos desenvolvidas? Esta é uma das ‘fronteiras’ Europeias contra a coesão.

Palavras chave: análise territorial, desenvolvimento regional, acessibilidade

Códigos JEL: R15, R42, R58, O18, C31



Voltar