RPER N.º 30

Um Estudo sobre o Melhoramento da Rede Rodoviária Secundário da Região Centro de Portugal

Resumo:

Nas últimas três décadas, grandes investimentos foram feitos no melhoramento das redes rodoviárias principais de Portugal e Espanha. Em contraste, durante o mesmo período, pouco foi feito no que diz respeito às estradas secundárias. Neste artigo, apresentamos um estudo que visa determinar a melhor maneira de melhorar a rede de estradas secundárias da Região Centro de Portugal. Esta é uma das regiões do país onde alguns problemas de acessibilidade persistem. O estudo foi feito usando um modelo multiobjectivo de planeamento de redes rodoviárias. Em relação aos modelos de planeamento de redes rodoviárias presentes na literatura, o modelo usado tem uma série de características distintivas importantes. Foram considerados objectivos de eficiência (avaliada por quatro medidas diferentes: velocidade média de viagem; custos de viagem ponderados; ganhos no excedente do consumidor; e acessibilidade total ponderada), de equidade (avaliada pelo Índice de Gini) e de energia (avaliada pelo consumo de combustível). Apresenta-se uma revisão geral das medidas utilizadas no passado para avaliar a eficiência da rede rodoviária e é feita uma discussão sobre as implicações da adopção das quatro medidas de eficiência. Os resultados para a Região Centro de Portugal indicam que as soluções podem ser significativamente diferentes quando se usa cada uma das medidas de eficiência. Como conclusão deste estudo, é apresentada uma breve reflexão sobre como incorporar as perspectivas, interesses e orçamentos de diferentes países em redes de regiões transfronteiriças.

Palavras chave: Acessibilidade, abordagem multiobjectivo, optimização, planeamento de redes rodoviárias

Códigos JEL: R42 e C61

Voltar