RPER N.º 30


Dinâmica socioeconômica e acessibilidade: repercussão sobre as mudanças dos usos do solo na Raia Central Ibérica

Resumo:

Nos últimos anos a área de estudo (províncias de Cáceres y Badajoz e os cinco distritos portugueses que fazem fronteira com esta s- Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja) está num processo acelerado de mudança no seu modelo tradicional de desenvolvimento, diminuindo os seus activos demográficos nos sectores agrícola e industrial, enquanto aumentam os ligados ao sector dos serviços. Assistimos a uma crescente taxa de urbanização, tanto de cidades médias como grandes e a uma tendencia para a concentração humana e económica nas mesmas. Concomitantemente estamos perante uma fase de “desmantelamento” dos núcleos rurais do interior e das zonas de difícil acessibilidade e terreno sinuoso. Estas dinâmicas territoriais associadas ao incremento dos fluxos interurbanos e a melhoria da rede de comunicações de alta capacidade (estradas, auto-estradas, etc.) junto às novas urbanizações e alteração dos locais onde as pessoas se estabelecem, estão a provocar mudanças substanciais tanto nos sistemas antroponímicos  (agrícola, florestal e rancheiro) como nos ecosistemas e na diversidade biológica. Pretende-se determinar e avaliar os impactos sobre as áreas naturais e os sobre os usos tradicionais do solo que derivam destas tendências demográficas, urbanísticas e de infraestruturas, tanto pela subexploração dos recursos na maior parte da área rural (abandono de culturas, falta de limpeza das florestas, incêndios) como pela pressão nas áreas urbanas (urbanizações, grandes centros de ócio, etc.). Trata-se, portanto, de tipificar, delimitar e caracterizar os efeitos das actividades socioeconómicas sobre o território da Extremadura, Alentejo e Região Centro. Consequentemente obter-se-á uma avaliação dessas mudanças que permitirá a elaboração de estratégias para uma gestão territorial e ambiental sustentável, inteligente e conjunta, além de perceber as novas estruturas espaciais. É importante destacar que as análises que se pretende fazer têm como unidade administrativa o município, no caso espanhol e o concelho, no caso português, pelo que o volume de informação será considerável.

Palavras-chave: O meio rural; sócio-economia; acessibilidade; mudanças das coberturas e usos do solo; CORINE

Códigos JEL: J10, J60, Q50, R11


Voltar