RPER N.º 31

As Faturas de Água são claras para os Utilizadores Residenciais?

Resumo:

O objetivo deste artigo é avaliar a clareza das faturas de serviços de águas com base em respostas de utilizadores residenciais recolhidas através de um inquérito por questionário administrado a uma amostra de 386 famílias na Região Autónoma da Madeira. A motivação do estudo reside na opacidade das faturas de água, aparente nos tarifários praticados, poder estar a inviabilizar a desejável sinalização, via preços, de comportamentos racionais de consumo. Os resultados indicam que a maioria dos utilizadores tem uma perceção incompleta dos itens contidos na fatura, sendo mais escassos ainda os que têm noção das quantidades consumidas e dos encargos suportados. Consumidores mais conhecedores nestas matérias revelam-se também mais conscientes da importância da adoção de comportamentos mais amigos do ambiente. O estudo aponta para a necessidade de intervenção dos reguladores no sentido da simplificação das faturas de água.

Palavras-chave: Serviço de Abastecimento de Água; Tarifários; Clareza das Faturas; Regulação; Madeira; Portugal.

Códigos JEL: L51, L95, Q25

 

Voltar