RPER N.º 39

Uma Abordagem à Dispersão Urbana - As cidades de Bragança, Paredes e Penafiel

Resumo:

Aborda-se a questão da dispersão urbana recorrendo a dois estudos de caso: a cidade de Bragança e as cidades de Paredes e Penafiel. Utilizou-se a metodologia proposta por Kasanko et al. (2005). Recorrendo a informação estatística e a cartografia detalhada construíram-se indicadores que permitiram aferir da evolução das áreas construídas, das áreas de uso residencial e do solo tomado pela expansão urbana, bem como da densidade populacional e urbana. Os indicadores referidos, permitiram avaliar se o padrão de crescimento urbano é concentrado ou disperso. O conjunto de indicadores evidenciou diferenças no tipo de povoamento de cada uma das cidades: dispersão em Bragança e Penafiel, compactação em Paredes. O recurso à metodologia de Kasanko et al. permitiu comparar as tendências de crescimento urbano das cidades consideradas com o padrão observado noutras cidades para as quais estão disponíveis estudos que recorreram à mesma metodologia.

Palavras-chave: dispersão urbana, padrão de uso do solo, Bragança, Paredes, Penafiel

Códigos JEL: R14, R52.


Voltar